sexta-feira, 10 de julho de 2009

* Não Olhe Para Trás*


Sou mestre em compulsão. Compulsão pelo futuro, acreditar que os laços feitos são para sempre. Só que sempre fiquei no passado dessas pessoas. Elas seguiam e me deixavam para trás. É toliçe crer que com tantas distrações no futuro, alguém vai se voltar para um amizade feita em um passado raso.

Eu sou um capítulo passado, um livro esqueçido em uma estante empoleirada. Sou a única que preservo tudo na minha vida. Depois do fim, fica aquela sensação de abandono, dor. Uma tristeza intensa pela pessoa não te valorizar.

Eu sou assim, meio "Maysa". É tão difícil apagar laços tão lindos.

Tantos amigos meus romperam relações. Trilharam seus caminhos: Casando, estudando ou trabalhando.

E eu fico para trás, porque nada na minha vida pareçe mudar. Deve ser isso que afasta as pessoas de mim. Essa intensa originalidade. Apenas a literatura me acolhe, o meu porto seguro. O lugar que sei, vai estar sempre de braços abertos para mim.

Um comentário:

  1. Eu volto , e sempre voltaria no passado pela nossa amizade .Vc e um capitulo vivo , algo original que ninguem jamais poderar ser , Eu valorizo a nossa amizade pois sei q é sincera. Eu na verdade não trilhei o meu caminho ,mas se eu trilhar vc sempre vai esta perto e nunca atrasz pois amigos de verdade trilham atravesz do verdadeiro valor das pessoas que estão ao seu lado te dando apoio e é disso que sempre vou me orgulhar de mim mesma , pois sei o valor da verdadeira amizade como a nossa . vc não afasta as pessoas de vc , elas apenas ficam pra trazs pois não conseguem seguir a sua originalidade na personalidade forte, no seu carater, na sua simpatia , na sua honestidade , na sua literatura , na sua dedicação , na sua amizade , nas suas escolhas , por vc ser espontania ,na sua cabeça feita e entre tantas coisas mais que vc tem . não sou literatura mas sempre estarei de braços abertos pra vc amiga Te amo

    ResponderExcluir