terça-feira, 11 de agosto de 2009

Um fantasma

"Eu sou um fantasma. Feito de papel, que só existe nas horas boas. Sem nenhuma pretensão, me usam se eu não tivesse sentimentos. E me sinto a vontade com estranhos.
Vida ordinária e essa minha alma libertina.
Antes, não fosse assim"

2 comentários:

  1. Saudações Querida,

    Agradeço de coração pelo belo e carinhoso comentário.

    Quanto aos fantasmas...
    Bem, ser um deles pode ser doloroso, pois será que um fantasma tem sentimentos?
    Estar a margem do mundo pode nos consolar, ao mesmo tempo que pode fazer com que sintamos um vazio infinito.
    Ser um fantasma também pode acalentar-nos paz, pois existem situações e sentimentos que devem ser abandonados.

    Adorei a maneira poética com a qual escreveu.

    Você sempre sincera e tocando nossos corações.

    Beijinhos e beijinhos,
    Princess Obscurity.

    ResponderExcluir
  2. ahahahah, gostei !
    de quem é ?!

    " E me sinto a vontade com estranhos. Vida ordinária e essa minha alma libertina. Antes, não fosse assim"


    gostei msm !
    beijos

    ResponderExcluir