domingo, 13 de setembro de 2009

* Sonhos que me levam *

Não fui a Bienal hoje, como havia me prometido. Tive que fazer a prova da UERJ e para ir para a Bienal eu teria que sair cedo de casa. Sim, escolhi a UERJ. Mas dá um nó no coração só de saber que Meg Cabot, Córa Rónai, Mayra Dias Gomes e Clarah Averbuck, as mulheres da minha vida estariam lá e eu não.
Eu, como uma escritora amadora iria babar com o que elas falassem, seria uma oportunidade única na minha vida. Mas não deu, mesmo. Eu me conformei, teve que ser assim. Vai ter um outro dia que irei lá, mas as pessoas mais interessantes não estarão lá.
Quem sabe um dia, o destino não me provoca e eu consiga conhecê-las e dizê-las que amo os seus trabalhos? Um dia....
Enquanto isso, vivo de sonhos acreditando que conseguirei realizar eles. Como por exemplo, publicar um livro, porque isso me parece um sonho bem distante! Põe longe. Porque na realidade, quem gostaria de ler o meu livro? Só as paredes e mais ninguém.
O que escrevo é o que escrevo, ponto final. Todo meu trabalho exposto ali. Não tem muito o que explicar. Sentimental que sou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário