sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

365 dias com ele





O que aconteceu entre nós, definitivamente não tem como explicar. Invadiu a minha vida sem pedir licença. A partir de então, muita coisa mudou.


Ele chegou e as coisas não foram as mesmas. Se "ele" fosse o tipo comum, talvez tudo continuasse como antes.Mas como foi "ele". Ele simplesmente não é um cara comum.


Me lembro muito bem, foi um acaso. Começou através de olhares, depois foram as insuações e enfim aquele clima. Como se algo estivesse rolando.

Por sermos tão parecidos, houve de cara aquela profunda identificação. Como eu nunca senti com alguém.

Eram as mesmas músicas, filmes e seriados. Ligados pelas mesmas paixões. Ele é a minha versão masculina.

De início, fiquei fechada e recuei como um animal com medo e com o tempo feito concha do mar fui me abrindo e descobrindo o que não devia, era sonho demais para mim.

Descobrir que ele tinha "aquelas" intenções comigo, mesmo não podendo, foi um choque. Nós dois em outras situações, nos flagramos em sintonia um com o outro.


Não demorou muito para uma série de pessoas reparar e comentar. Palavras duras e feias. Julgamento de quem não compreende e nem deve entender. Isso era só nosso, mas muita gente queria se meter.


Então, ele foi embora. Não deixou nenhum recado ou bilhete, algo do tipo: "Volto logo". Nenhum aviso, nem nada...


Só deixou as lembranças e a poeira do que viveu. Recordações dissipadas pelo tempo. Porém, ainda falta o futuro. Que ainda vai ser escrito e ele está nele.



E ele irá pagar por tudo que não fez..afinal foram 365 dias com ele.

Um comentário:

  1. ahh amiga eu não imagino vc sem o D.
    ele realmente e a sua versão masculina . o amor e um sonho que as vezes achamos que e mt coisa p/ nós .. E sempre assim amiga , tem sempre alguem p/ se meter , tem sempre alquem querendo julgar , e falando o que vc tem q fazer ..
    Ownhhhh amo vc e o d tbm afinal ele te completa e te faz feliz e por isso eu o amo ^^

    ResponderExcluir