sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

"Devolva o amor."





Em primeiro lugar, tenho que comemorar as mil visitas que meu blog recebeu. Obrigada a todos que leem , comentam, amam e se identificam. Tudo foi feito com muito carinho, não se esqueçam disso. Vocês,leitores, também fazem este blog. Em segundo lugar, devem ter reparado que meu blog mudou, ficou mais bonito. Sim, é verdade. Graças a ajuda de meu namorido(um dos personagens bem comentados nos meus posts)consegui fazer mudanças que desejava há um tempo. Achava o blog meio apagado. Essa é um dos meus investimentos pesados nessa minha segunda profissão. Então, caso queiram conectar-se com meu gênio e marido acessem: http://dssdesigngrafico.blogspot.com/. É o blog dele, além de ótimo designer e tudo que imaginarem, menos stripper! HUAHAUAHAUAA!!!



- Tenho algumas novas, começo realmente trabalhar na segunda. Descobri que gosto de vender e gosto de ser teleoperadora. Para alguém tão novato como eu, está sendo bem ótimo.
Como trabalho no centro, passo todo o caminho lendo ou pensando. Tem coisas que ainda me magoam. A gente ama e deixa ser destroçado. Não sei o que é pior, amar ou não ser amado. Amar tem as suas consequências leitor!
Sofrer por amor chega a ser imbecil, sinceramente. Estou namorando há quatro anos e vejo que as coisas se complicam para mim. Tenho tentado mudar, ser menos ciumenta e mais compreensiva. Só que há momentos em que caio e ficou ouvindo Maysa, Caetano veloso e Adriana calcanhoto. Meu momento Fossa.
Isso é bem esquisito, mas só é apenas uma das mil faces de quem ama. Queria muito que algum homem me amasse como Edward Cullen ama Isabella Swan. Às vezes, fico imaginando,será que realmente existe alguém assim? Um amor típico de filmes?
Vou ficar sem resposta. Acompanhada do meu copo de cerveja do boteco da esquina.
Por isso, digo a todos vocês, fiquem solteiros e aproveitem. Não é que estou querendo dizer, que quem ama não presta. Não, de jeito nenhum, não é isso. Só acredito que amando você faz tudo aquilo que diria não fazer. Vai por mim, eu sou uma dessas pessoas. Barracos memoráveis, alma de escritor é intensa irmão!
Vou tentando amar e tentando entender o amor. Ô setimento mais contraditório!

7 comentários:

  1. Grato por gostar do meu texto. Interessante o layout do teu blog, gostei mesmo. Ainda não li muitos textos, acho que tu escreve com um quê de realidade a mais que eu. Muito bom pra acordar na leitura as vezes.

    Rafa.

    ResponderExcluir
  2. é, amar realmente dá trabalho.Pretendo ficar solteira por um tempo mesmo.
    Bom, quem sabe n trabalharemos na mesma empresa de telemarketing?haha to procurando emprego tbn =x

    Boa sorte nos dois assuntos.
    beijoos!
    :**

    ResponderExcluir
  3. Pra ser feliz amando, é preciso sofrer um pouco. Eu não queria um amor do Edward Cullen, pois o que eu quero é um companheiro, não um senhor. E eu tenho o namorado melhor do mundo, em todos os aspectos, mas já sofri bastante em outros compromissos antes de encontra-lo.
    Que bom que ta se adaptando ao trabalho, espero me adapatar ao meu também ^^

    ResponderExcluir
  4. é amar da um trabalho enooorme , e eu nao me preocupo mais com isto .-.'
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Porra, eu escrevi um negócio enorme e o blog engoliu ;-; Deixa eu tentar de novo.

    O amor é complicado mesmo!
    E você nunca vai achar algo como Edward/Bella porque não é real, isso não acontece de verdade, e, se acontece, é visto como obsessão e todo mundo sai de perto. O que você TEM é real e você nunca vai ficar satisfeita se ficar pensando em como seria bom se fosse algo perfeito como dos livros... Essas coisas não acontecem. Um relacionamento tem altos e baixos e a gente precisa aprender a conviver com isso.

    ResponderExcluir
  6. ficou lindo o visual do blog... to querendo arrumar o meu, mas não consigo :/ mas tudo bem, huhuhaue

    beijos!

    ResponderExcluir
  7. "A gente ama e deixa ser destroçado. Não sei o que é pior, amar ou não ser amado. Amar tem as suas consequências leitor!"

    Sei bem disso. Infelizmente.É
    muito clichê o que eu vou dizer, mas vi que é verdade: uma hora a gente ama a pessoa certa. Demora, mas essa hora chega

    ResponderExcluir