sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

O sexo de Damon




Terminei de ler "Diários do Vampiro- Despertar". A leitura é boa mas não é um dos meus livros preferidos. Além do livro ser bem darkzinho. Ainda por cima, em algumas partes o livro se assemelha com " Crepúsculo", demais até. Só que "Diários" foi escrito em 1991 e " Crepúsculo" em 2003. Apesar da coincidência prefiro o "Crepúsculo" que é meu vício, paixão e um dos meus livros favoritos. Elena Gilbert, a protagonista é popular em sua escola e bem safadinha, tem um fogo... Não me identifiquei com ela (apesar de nos momentos que ela faz merda, eu me ver ali.). Me identifiquei muito mais com a Bella que é simples, desengonçada, intensa e anti-social. Nos livros de Steph Meyer, os personagens são mais humanos e bem definidos. Enquanto em "Diários" a narração é voltada para o terror. O que não me atraíu nem um pouco. O mais impressionante é a maneira como a autora de "Diários" descreveu Damon, o vilão da história. Ele é descrito como um vampiro muito convencedor. Eu não o achei tanto assim mas em todas as partes senti um medo dele! Todas as sequências em que Damon dá o ar de sua graça, ocorre horrores. É uma espécie de assassino, psicopata. Tirando esse lado negro, Damon me faz recordar de algumas pessoas semelhantes que apareceram na minha vida. Até que gostei de ler.

3 comentários:

  1. Lindaaaaaaaaaaaa,

    Eu aprecio muito o histórico acerca dos Vampiros, mas creio que é notório que a narrativa mudou.
    Vampiros não são bonzinhos.
    São simplesmente vampiros.

    Instigante, não é mesmo?

    Beijinhos e aproveite o final de semana.

    Princess Obscurity.

    ResponderExcluir
  2. Na realidade eu discordo...to lendo o livro,e acompanho a série,e acho que o legal é ser obscuro,fica mais instigante,e foge um pouco da moda atual(apesar de eu amar vampiros romanticos).A série de livros busca muito mais a mente e vivência dos vampiros,ao contrário de Crepúsculo ,onde a aventura que é consequência do romance.
    Acho q sem o damon realmente nada teria graça na história..só não sinto medo,só fascinação..rs

    ResponderExcluir
  3. MAAAAAAAAAN, DAMON PEGAEL. Que isso, mano, o foda dele é o fato de ser todo dark mesmo. E Crepúsculo é mó cópia de tudo, desculpa se tu curte, mas é. Já leu "A Mediadora", da Meg Cabot? É a maior prova de que Stephenie Meyer não tem um pingo de originalidade. E tenho dito.
    Desculpa, é que eu fico meio indignada quando falam de Crepúsculo e tal.

    ResponderExcluir