domingo, 21 de novembro de 2010

Quando a fantasia é bem real.


Um dos meus maiores pecados como leitora é julgar um livro pela capa ou julgar um livro pelo que ele "aparentemente" parece ser. Foi assim com "Diários do Vampiro”, "Dom Casmurro" e “Sussurro" da autora Becca Fitzpatrick.
Quando vi este livro pela primeira vez, as comparações com Crepúsculo foram inevitáveis. A descrição na contracapa parecia mais um exemplo de livros que seguiam aquela linha e estava de saco cheio. Abri a boca e disse que:
- NUNCA vou comprar esse livro!
Estou no capítulo 28 do livro e me arrependo amargamente de ter dito isto. Além da minha opinião ter mudado, a história se mostrou muito mais interessante do que imaginava.
Para começar, a Personagem principal Nora Grey não é lesada nem idiota. É uma garota normal que participa do e-zine da escola e está focada em conseguir vaga em uma das maiores universidades do país. Ela nunca se interessou por nenhum garoto da escola, não porque eles não gostam dela, mas sim porque ninguém chamava a sua atenção.
Tudo muda no dia em que seu professor – treinador muda os lugares na aula de Biologia (RS) e Nora Grey passa a sentar ao lado de Patch, o novo aluno com ar de Bad Guy e encrenqueiro.
A grande questão do livro é que o protagonista está longe de ser um cavalheiro perfeito como Edward Cullen, ele está mais para Dado Dolabela (só não bate em mulher). O que mais me prendeu, foi o fato de um cara tão “canalha” se aproximar de uma garota que é oposto dele.
Foi a partir daí que comecei a entender o encanto que há entre duas pessoas completamente diferentes. Mais ainda, Patch me faz lembrar muito uma pessoa que conheci no passado e sempre representou o meu “fraco”.
Cada capítulo, você vai se apaixonando mais e mais. Não é um enredo puramente romântico, tem toda uma história envolvida. Patch, nada mais é, do que um anjo caído. Tirem da cabeça aquelas imagens belas e angelicais. Patch é um anjo que foi expulso, pois desejava ardentemente ser humano. Ele se apossa do corpo se humanos no período de “Cheshvan”. Por que ele fez isso? Por causa de uma mulher, é claro. Ele está longe de ser um homem bom, mas Nora Grey representa para ele uma oportunidade de se redimir. Foi então que compreendi.
Geralmente esses caras maus se sentem atraídos por garotas opostas porque elas significam tranqüilidade e paz. Coisas que eles não possuem e necessitam profundamente.
A história em si pareceu ainda mais incrível porque tenho uma amiga que tem um rolo tipicamente Patch e que a aconselhei mil vezes para se afastar dali. Lendo, vi minha amiga retratada no livro.
Li algumas resenhas do livro na internet é todos os críticos disseram que “Sussurro” retrata nada mais do que um romance adolescente para enfeitar as páginas. Discordo porque nunca um livro me deixou com tantas perguntas na cabeça. O enredo é de tirar o fôlego e não se prende unicamente a amor. Aliás, tem muitos rapazes que são fãs, foi que percebi nas comunidades do Orkut (se bem que isso não quer dizer nada né? Rs).
Não posso dizer muita coisa, mas ao ler percebi que muitas perguntas serão respondidas no segundo livro da Série que espero anciosamente. Além de uma história de amor, é também uma historia de forte suspense.
Anjos nunca se mostraram tão sexies e irresistíveis. Camisa preta, jeans e botas de cano alto. Nunca quis tanto um anjo desses para ser meu protetor.

12 comentários:

  1. Poxa, confesso que vi esse livro e fiz o mesmo julgamento.
    =~~
    triste quando acontece de julgarmos as coisas antes de conhecer. O mesmo acontece com as pessoas né, muitas vezes julgamos elas pela imagem e não descobrimos o que elas tem de mais fantástico.

    ;*

    ResponderExcluir
  2. Estou sumida do mundo dos blogs. Agora navego pelo facebook e twitter, mas adorei ver vc no meu blog de novo. Obrigada, viu!? aparecerei sempre q der por aki.
    Bjaum!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Juliana! Vi o comentário que você deixou em meu blog, sobre as camas. Com o que você trabalha? Dei uma olhada no seu blog e gostei muito. Vou passar a visitá-lo. Obrigada pela visita no meu e volte sempre! = )

    ResponderExcluir
  4. eu quero esse livroooooo!!! amei, deve ser ótimo!!!!
    bjusss

    ResponderExcluir
  5. O importante é que o livro te tocou. O resto são opiniões alheias.
    Bjoo!!

    ResponderExcluir
  6. po, ju (se é que me permites chamar assim)
    fico feliz demais em saber que pessoas como vc estejam se identificando com as coisas que escrevo e principalmente dando esse feedback...
    espero que sempre se sinta à vontade pra entrar e comentar oq quiser, da forma que sentir...

    muito obrigado
    bjão

    ResponderExcluir
  7. I, eu também pensava como você!
    Mas muita gente tem dito que os livros são bem legais. Acho que vou acabar apostando também!

    Beijos,
    Vanessa Sagossi
    comentandoofilme.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. eu vi esse livro pra comprar... na vdd me apaixonei pela capa, mas não comprei!
    Bom saber que é bom...
    Pela sua descrição então...
    SAUDADES de passar por aqui ;*

    ResponderExcluir
  9. Porra, você voltou de vez?! É, porque ficou sem postar por um tempo, e agora eu vi que já tinha postado em novembro! Você indicou Marcada pra ler, aqui no blog, lembra disso? E porque Bill (True Blood) é um tesão! Senti tua falta! A blogueira com um dos melhores gostos musicais que conheço (por ser parecido com o meu, é claro), ótimo gosto pra livros e beleza única. OBRIGADO PELO APOIO EM LADO B! E obrigado por estar aqui, de novo.

    ResponderExcluir
  10. Nossa! Fiquei com uma enorme vontade de ler esse livro, mesmo não sendo o meu estilo favorito!


    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Queria pedir um favor, fiz um blog novo com uma amiga
    segue?

    http://na-moda-eu.blogspot.com/

    ;*

    ResponderExcluir
  12. Ju, confesso que sou bem assim também e ando num esforço enorme para me modificar. E, para falar a verdade, não é nos pré-julgamentos literários..abafa o caso! Adorei a descrição do livro, parece ser contagiante! Beijinhos querida..que bom que você voltou menina!!!! ;-)

    ResponderExcluir