sábado, 24 de setembro de 2011

A princesa da Torre mais alta


Durante muito tempo fiquei presa. Até que um dia, um homem de olhos pequenos me libertou da torre mais alta – que era o lugar onde morava. Desde então, minha vida mudou.
Eu morava naquela torre, onde era impossível fugir. Eu tinha medo de sair e cair feio, pois a queda seria muito alta.
Lá era mantida refém por bruxas más e feiticeiros ruins. Era proibida de sonhar, desejar e ser quem eu sou. Nem sabia o que era liberdade, mas ela vivia nos meus pensamentos. Tudo o que eu gostava era considerado ruim e eu era a piada daquele lugar, segundo eles. Estava acostumada a ser considerada alguém que não prestava.
Eu morava com pessoas sofridas, tristes e que gostavam de acabar com a esperança na vida das pessoas. E todos os dias quando acordava e via o pôr do sol da pequena abertura da minha torre, sonhava em conhecer o mundo, ir embora dali e nunca mais voltar.
Um dia, em uma noite um tanto quente, estava sozinha na minha torre e vivia imaginando em como o mundo era. E de repente, lá fora começou a ventar muito forte, a ponto de me assustar. E quando vi, lá estava ele me encarando com seus olhos tão pequenos, mas libertadores.
Ele usava uma capa preta e uma máscara de mesma cor. Ele sorriu para mim e disse que iria me tirar dali. Ele abriu mais a abertura da minha torre e pude olhar lá fora. Havia uma floresta imensa ao meu redor, linda e de tirar o fôlego.
E eu ali, presa. Isolada do mundo, da vida e das alegrias e assim que meus olhos bateram nos deles, eu senti vontade de amar, sonhar, sorrir e viver sem pensar no depois. Eu queria me entregar por completo.
Ele se apresentou e disse seu nome e eu fiz a mesma coisa. Ele estendeu a mão e perguntou se eu gostaria de ir com ele, viver aventuras pelo mundo em busca da felicidade.
Sem pensar duas vezes, eu puxei a sua mão e aceitei. Nossos olhos se encontraram e rimos. Ele me abraçou e disse que estava muito tempo me procurando.
“– É um alívio te encontrar”.
Emocionada, sorri. Ele me olhou no fundo dos olhos e me beijou. Uma sensação completamente infinita irradiou de mim.
“– Vamos?”
“– É claro, eu não via à hora disso acontecer.”
Então partimos. Agora eu estava livre para conhecer o mundo. Todas as suas belezas e feiúras. Agora eu podia desfrutar dos sonhos, da vida, do amor, das alegrias sem ninguém para me atrapalhar. A noite estava linda e se ser livre era sentir essa intensa sensação de felicidade, eu vou querer ser assim para sempre.


Autoria: Juliana Dee Skwara


- Para ler ouvindo:

Stop Me (International Version) do Mark Ronson, música ORIGINAL do The Smiths.


18 comentários:

  1. Gostei da história e também a música. Um ótimo fim de semana. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  2. Que linda história, adoei perfeita
    Ai no final essa música.. ficou 10
    http://marifriend.blogspot.com/2011/09/quero.html

    ResponderExcluir
  3. que bonito Ju, saudades daqui, sumi, mas to voltando

    ResponderExcluir
  4. Bela história . Me lembra O Mistério de Feiurinha rsrs .
    Mas o que eu queria mesmo era ler uma continuação , porque as aventuras da linda menina que foi libertada da torre estão apenas começando (:
    Beeijos , minha querida linda ♥

    ResponderExcluir
  5. Que história linda, e quantas vezes nos trancamos em nossas torres? Quantas vezes não somos nós os vilões que nos aprisiona e não nos deixamos ser nós mesmos?

    As vezes é preciso que alguém chegue e nos mostre como é ser nós mesmos e que nosso próprio ser é encantador para então buscarmos a felicidade. :)

    ResponderExcluir
  6. Que linda história, quero encontrar alguém assim que me tire dessa torre :}

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Que texto mais lindo *-*
    Quando queremos mt uma coisa, com certeza, um dia ela vem !
    Pode demorar o tempo que for, mas o dia que chegar, toda a espera valerá a pena.
    Passa lá?
    http://jooymartins.blogspot.com/
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Dá um medinho de sair da torre porque, bem ou mal, ela é tudo o que conhecemos.

    Lindo o texto, bela metáfora, gostei muito, Ju!

    ^.^

    Beijo grandão!

    ResponderExcluir
  9. ahh, que belo! gostei muito da história viu! ^^

    bjussss

    ResponderExcluir
  10. seguindo seu blog
    segui o meu tbm
    http://intensamenteamor.blogspot.com/ ^^

    ResponderExcluir
  11. Encantadora história. Lindo o blogger...

    ResponderExcluir
  12. É tão bom quando finalmente encontramos alguém para nos tirar de todo mal. Aquele capaz de destrancar a porta e nos fazer feliz. Que seja eterno! :) Adoráveis palavras.

    ResponderExcluir
  13. É um grande sonho. Adorei seu comentário na minha página, eu fiquei muito muito feliz, mesmo. Obrigada por apreciar as coisas que passam no meu coração, em palavras.

    ResponderExcluir
  14. "O que o mundo vai dizer, quando o amor vencer?"
    [L.S]
    Ele venceu aqui,lindo!
    Beijo Ju...

    ResponderExcluir
  15. muito obrigada juliana! adoro o teu blogue, escreves mesmo com sentimento :)

    ResponderExcluir
  16. óh, muito obrigada. O amor nunca é demais e é bom que esteja sempre presente, se for correspondido, melhor ainda...

    ResponderExcluir