sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Por quê não o amor?



Durante a minha vida toda, eu sempre pensei que fosse uma pessoa realista e completamente desapegada ao amor. Claro que sempre tive amor com a minha família, amigos e meus animais de estimação. Mas nunca pensei em levar o amor a sério, em uma relação. Sempre imaginei que isso estava muito longe de mim. Eu achava que não iria cair nessa, que nunca me apaixonaria e muito menos iria namorar.
Eu queria ser aquela solteira convicta que estaria em todas as festas, seria a primeira a entrar e a última a sair das baladas. Que andaria com as amigas para lá e para cá, conheceria muitos caras e seria aquele tipo de pessoa inatingível.
Até que eu conheci uma pessoa, mas não alguém comum. Alguém que mexeu com a minha estrutura e falou coisas que jamais tinham me dito. Ele era sonhador, gentil, um cavalheiro. Tínhamos algumas coisas em comum, mas de resto éramos pessoas completamente diferentes. Poderia dizer que ele era a água e eu o vinho.
Depois que ele entrou na minha vida, tudo mudou. As minhas convicções, as minhas teorias de felicidade e aprendi como funciona um relacionamento.
É claro que cada um deve fazer aquilo que quer. Já cheguei à conclusão de que algumas pessoas funcionam bem em romances e outras não. Eu achava que não daria certo, mas quem disse que não aprendi diretinho?
E sabe, eu me vejo muito feliz. Essa coisa de ter alguém que te ame de verdade do jeito que você é, que saiba o que se passa em você sem nem ao menos você dizer o que está sentindo. Sentir só apenas em ouvir a sua voz. Uma pessoa que te conheça como a palma da mão, manual de instruções para ela não existe. Isso não tem preço.
É simplesmente mágico, é algo gostoso. É como cócegas que sentimos dentro da gente, elas têm gosto de algodão doce, arco íris, alegria, dias ensolarados e de morango e borboletas no estômago.
Ter aquela sensação de que é amado é uma das melhores do mundo. Ser feliz nunca é demais, apesar de que sinto que existem pessoas que simplesmente têm vergonha de serem felizes. Parece que é um defeito do ser humano, quando algo está muito bom começar a desconfiar ou então não deixar ficar tudo bem. Tem que ter algo para estragar, um erro. E eu quero combater isso, não existe nenhum problema em ser feliz o tempo todo. É claro, quase nunca conseguimos. Todos nós temos problemas, e sempre vai ser assim. Mas não custa nada, por mais que seja grande o que nos incomoda, termos bom humor e saber lidar com aquilo da melhor maneira possível. Já que foi comprovado de que ser uma pessoa positiva pode nos ajudar, isso nos leva para a frente e nos aprendemos como saber lidar com o que sofremos de um jeito que possa nos salvar.
Eu não quero ver problemas em ser feliz o tempo todo. Deus quer que sejamos felizes, e ao fazer isso só estamos devolvendo aquilo que ele tanto nos quis dar. As coisas, algumas vezes podem não dar certo, mas é como naquela música, que não me lembro muito bem de quem é: se ainda não deu certo foi porque não chegou no final.
E que sejamos felizes, dando espaço para o amor, a verdadeira amizade, aquilo que nos levita e purifica a alma. Porque não há nada melhor do que essa sensação de felicidade que transborda pelo peito.

25 comentários:

  1. Que lindo, Juliana. O amor sempre vale a pena. E quem diz que não irá ou não quer se envolver e amar alguém de verdade, não sabe o que está dizendo! Amar e ser amado é a melhor coisa do mundo, nos faz crescer e nos completar! Que bom que descobriu o amor! Felicidades!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. oI jÚH o amor é sempre algo mágico mesmo.
    Bejim

    ResponderExcluir
  3. Olá Juliana! Que lindo seu comentário no meu blog, é tão legal quando leitores 'antigos' resolvem se revelar! Volte sempre!!
    Esse texto seu também tem muita verdade, gente!
    Eu acho que queria ser dessas que acha que o melhor da vida é não se apaixonar, porque eu sou o contrário. Meu sonho é me apaixonar, casar, ter filhos, e toda essa coisa. Só que eu tenho 19 anos e nada ainda, hahaha.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  4. Ju,

    Creio que as pessoas só dizem não querer amor nem envolvimento quando estão amargando alguma decepção.

    Quando a amargura passa o coração se abre de novo, se adoça e ama, porque é esse o seu destino.

    Um beijo, querida.

    ResponderExcluir
  5. Oh que lindo hein adorei
    É o amor é algo mágico né, que transforma as pessoas

    Beijo
    Bom final de semana
    http://marifriend.blogspot.com/
    @Storiesandadvic

    ResponderExcluir
  6. Concordo com vc.. e não só há pessoas que não gostam de ser felizes como existem as piores: aquelas q não gostam de ver os outros felizes.. Daí fazem de tudo pra te colocar pra baixo... mas, acho que amar é válido e temos que aproveitar o momento, pq ficar pensando se vai ou não ser eterno e mimimi só estraga as coisas.. viver o momento é a melhor coisa que fazemos.. xD
    bjussssss

    ResponderExcluir
  7. como você escreve com sentimento! adoro os seus textos. continue e lembre-se, força! :)

    ResponderExcluir
  8. Ual, que lindo Ju. A gente tem que viver o momento, se ficarmos nos preocupando com o "e se..." não vai pra frente.

    ResponderExcluir
  9. Eu também pensava assim, que nunca iria namorar, quando era pequena. Mas quando o amor aparece, e aquela pessoa nos faz flutuar, não tem como dizer não a ela. E assim a gente deixa o amor entrar. :)
    um beijo :*

    ResponderExcluir
  10. por que não? concordo da cabeça aos pés.

    ResponderExcluir
  11. Amiga sou sua fã desde sempre! Continue sendo essa escritora maravilhosa que você é ^^

    ResponderExcluir
  12. "É como cócegas que sentimos dentro da gente, elas têm gosto de algodão doce, arco íris, alegria, dias ensolarados e de morango e borboletas no estômago."

    Tão lindo! *.*
    A vida prepara as armadilhas do amor,às vezes você sabe fazer dar certo e não se machucar.

    *Beijos mil!Aqui tá tudo lindo!

    ResponderExcluir
  13. ainda bem que Deus criou essas pessoas que quebram os nossos conceitos e mudam os nossos pensamentos (:

    beijas ;*

    ResponderExcluir
  14. O Fanzine Episódio Cultural é um jornal bimestral sem fins lucrativos, distribuído gratuitamente no sul de Minas Gerais, São Paulo (capital), Salvador-BA e Rio de Janeiro. Para participar basta enviar um artigo sobre Cinema, Televisão e Música ( bandas, cantores, letras, adaptações,compositores...). Contato: Carlos (editor) machadocultural@gmail.com
    http://www.fanzineepisodiocultural.blogspot.com
    Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=1464676950&ref=profile

    ResponderExcluir
  15. love is in the air ;D

    que lindo, juli. dá p/ ver os coraçõezinhos em cada linha do seu texto.

    antes do meu namorado, eu também não acreditava muito nessa história de amor e felizes p/ sempre, sabe?

    mas quando o amor faz do seu coração moradia, vc não quer saber de deixar ele ir embora.

    beijo

    ResponderExcluir
  16. Linda! Demorei um pouco a aparecer por aqui (essa semana está uma correria só!), mas espero que você me desculpe. Adorei o seu cantinho e já estou te seguindo também. Beijo!

    ResponderExcluir
  17. Que texto lindo!
    Sei bem como é isso de começar a desconfiar quando tudo tá bem demais. Mas você está certíssima o negócio é pensar positivo :)E, ah, o amor...

    beijos

    ResponderExcluir
  18. Own, que lindo *-* O amor, realmente nos transforma! Estou também seguindo já seu blog! Gostei mesmo! Beeijos ;*

    ResponderExcluir
  19. Foi o texto mais leve que você já postou e que eu li . O Amor tem dessas coisas , né ? Faz a gente ficar assim , boba , feliz e tão leve e açucarada quando uma nuvem de algodão doce rs'
    Que você conserve sempre essa leveza , minha querida linda . e vamos ser felizes !

    "Viver , e não ter a vergonha de ser feliz . Cantar e cantar e cantar a beleza de ser um eterno aprendiz . eu sei que a vida podia ser bem melhor , e será ; mas isso não impede que eu repita : é bonita , é bonita e é bonita ! "

    Beeijos ♥

    ResponderExcluir
  20. Já fui tão desapegada do amor e hoje em dia, ele me pegou de um jeito que não há mais como fugir.
    Gostei bastante do texto.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Oi, Juliana!
    (:
    Verdade, como é bom amar e ser correspondido, né?


    Beijos,
    Vanessa Sagossi
    comentandoofilme.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. O amor surpreende e leva ao chão até mesmo a mais forte das armaduras, a mais segura máscara. Que bom que você se sente assim, e é assim que me sinto também. Obrigada pelo carinho e comentário lá no blog, estou te seguindo de volta. Sucesso, sempre! Beijo. :*


    AAh, tem post novo, pequenininho mas intenso... http://railmamedeiros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  23. AAAh, outra coisa... Vou prestar vestibular pra Letras também, na UFRN. haha

    ResponderExcluir
  24. Poxa, parabéns pelo Blog. Fiquei admirado com tanta sensibilidade e domínio com as palavras, coisas as quais aprecio muito, além também do conteúdo do site, que por sinal é de muita qualidade e me agrada bastante. Sendo assim, não hesitei em segui-la.
    Quando tiver um tempinho, passa lá no meu também.

    http://essenciaego.blogspot.com/

    Um grande abraço.
    até mais.

    ResponderExcluir
  25. All the best with your journalism pursuits. I really like the colour and photos with your blogs, definitely above average. I will follow and I am always looking for return followings with my blogs.:)

    Dr. Russ Murray, BC, Canada;)

    ResponderExcluir